O Observatório do Trabalho de Minas Gerais em parceria com a Fundação João Pinheiro -FJP, elaborou uma análise do mercado de trabalho do Estado de Minas Gerais no ano de 2021, através dos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados – CAGED.

Principais resultados encontrados:

  • Em 2021, foram criados 305.182 vínculos formais de trabalho em Minas Gerais, volume que coloca o estado em 15º lugar entre as Unidades da Federação em termos de variação relativa do estoque de mão-de-obra formal contratada.
  • Em dezembro de 2021, o mercado laboral formal mineiro encolheu 0,52% e Minas Gerais ficou na 17ª posição entre os estados em termos relativos.
  • Todos os setores tiveram saldo líquido positivo de vínculos formais em Minas Gerais, com destaque para a Construção, cujo estoque de empregos sob o regime da Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT) aumentou 11,4%.

Para acessar o boletim na íntegra, clique aqui

Categorias: CAGED