O Observatório do Trabalho de Minas Gerais em parceria com a Fundação João Pinheiro -FJP, elaborou uma análise do mercado de trabalho do Estado de Minas Gerais, através dos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados – Novo Caged.

Os dados são referentes a: Janeiro 2022

Principais resultados encontrados:

  • O setor Serviços foi o que apresentou o maior saldo positivo em janeiro de 2022, foram 6.097 vagas criadas, seguido pelo setor Industrial, responsável pela criação de 2.832 vagas e setor de Construção, com 1.787.
  • Na Indústria, o subsetor da Indústria de transformação apresentou o maior crescimento entre os demais, com geração de 2.823 novos postos.
  • Entre os subsetores do ramo dos Serviços, houve destaque positivo para Informação, comunicação e atividades financeiras, imobiliárias, profissionais e administrativas, com 3.593 novas vagas criadas e Administração pública, defesa, seguridade social, educação, saúde humana e serviços sociais, com 2.698 vagas.
  • Patos de Minas (1.063), Ipatinga (636) e Nova Serrana (625) foram os três municípios com maiores saldos líquidos positivos no estado em janeiro de 2022.

Para acessar o boletim na íntegra, clique aqui

Categorias: CAGED