O Observatório do Trabalho de Minas Gerais em parceria com a Fundação João Pinheiro -FJP, elaborou uma edição especial do Informativo do Mercado de Trabalho, que conta com a atualização dos dados do mercado de trabalho formal de 2020, com base nos dados ajustados da nova metodologia do Novo Caged.

Os dados são referentes a: Outubro 2021 (CAGED) e 3º Trimestre de 2021 (PnadC).

Principais resultados encontrados:

  • Segundo os dados da PNAD Contínua, houve avanço da ocupação em Minas Gerais tanto do segmento formal quanto informal. O emprego informal, entretanto, aumentou mais intensamente (20,6%) do que o formal (5,8%).
  • No terceiro trimestre de 2021, a estimativa de trabalhadores subutilizados no estado alcançou 2,0 milhões de pessoas, dos quais 37,3% eram responsáveis pelo domicílio.
  • A taxa combinada da desocupação e subocupação por insuficiência de horas trabalhadas atingiu 16,6% no terceiro trimestre de 2021.
  • Segundo os dados do Novo CAGED, em outubro de 2021, Minas Gerais contava com 4,4 milhões de empregos formais, o maior volume da série.
  • Houve criação líquida de 21.327 empregos no estado, o que correspondeu a 8,4% do total do saldo gerado no país.

Para acessar o boletim na íntegra, clique aqui

Categorias: CAGED